Algumas pessoas acabam vivendo pelo resto de suas vidas morando nas mesma casas em que nasceram, e mesmo com ofertas exorbitantes, eles se recusam a deixar o lar onde cresceram.

Com o desenvolvimento, que caminha a passos largos, diariamente são construídos grandes obras pelo mundo, como prédios, construções de pontes, muros etc.

Algumas cidades, acabam sendo tão povoadas, que os grandes centros nem mesmo possuem mais espaços para crescer, e a unica forma é crescer para cima, com prédios enormes. Alguns inclusive são até mesmo demolidos para dar lugar a outros com mais andares e mais modernos.

Porém, nem todo mundo está disposto a deixar o lugar onde moram para dar lugar a essas grandes obras, e se recusam mesmo diante de grandes ofertas a saírem e venderem seu lar.

Você verá neste artigo algumas exemplos de casas que acabaram ficando em meio a construções enormes e obras fantásticas, tudo porque seus donos recusaram-se a vender seu lar.

1) Edith Macefield de Seattle simplesmente se recusou a vender sua casa, mesmo depois de receber uma oferta de milhões de dólares.

2)  Marie de Cook  acabou ganhando dois vizinhos enormes, mas recusou a sair de sua casa.

3) Vera Cooking chegou a receber uma oferta do fundador da revista Penthouse, Bob Guccione, que queria que a sua casa fosse virasse um cassino. Não só ele tinha interesse na casa, mas também Donald Trump, que também chegou a fazer uma oferta que foi recusada.

4) Melbourne, Austrália. O dono dessa casa é desconhecido.

5) Neste caso, um dos proprietários recusou-se a vender uma parte de sua casa dúplex, e o resultado foi que ela acabou sendo cortada no meio.

6) Esta casa acabou parecendo espremida, no meio desses dois prédios enormes.

7) Podemos dizer que o dono dessa casa realmente é um teimoso. Ela fica na China.

8)  Randal Ecker não quis vender sua casa e o resultado foi que ele teve que conviver com a universidade que foi construída ao lado.

9) Três famílias se recusaram a sair desse local, e esse é o resultado. Guangzhou, China.

10) O proprietário desse café, mesmo sozinho depois que seus vizinhos venderam suas casas, recusa-se a abandoná-la e a vendê-la.